ONG TRAZ DIRETOR DE MENINO 23 PARA BATE-PAPO SOBRE O FILME NESTA 5ª FEIRA

    0



A 3ª edição do ano do projeto “Cultura na Quebrada”, do Gerando Falcões, trará a exibição de um documentário que revela muito sobre a história do País. Trata-se da obra “Menino 23” – Infâncias perdidas no Brasil, construída a partir de muita investigação e que será apresentado, em parceria com a Agência Tudo, nesta quinta (25), às 19h30, na sede da ONG, na Cidade Kemel, em Poá.

O evento contará com a presença do diretor do documentário, Belisario Franca, para um bate-papo com o público. A faixa etária indicada é a partir de 14 anos. Para participar é preciso se inscrever enviando um e-mail para boliarini.igf@gmail.com. As vagas são limitadas.

Na avaliação do diretor de cultura do Gerando Falcões, Lemaestro, o filme traz história reais de um País que foi esquecido pelas novas gerações. “Hoje a sociedade, sobretudo os negros, sofre ainda com os reflexos desse período tão racista, retratado na obra. O documentário pode abrir os olhos de quem está na ‘cegueira social’ e promover grandes discussões de melhorias”, avaliou Lemaestro.

Sinopse
O documentário, construído a partir de muitas investigações, revela que dezenas de crianças negras foram retiradas de um orfanato e exploradas com trabalho escravo por uma família da elite do Brasil na década de 1930.

O processo de pesquisa começou em 1998, quando o historiador Sydney Aguilar ensinava sobre nazismo alemão para uma turma de ensino médio. Uma aluna mencionou que havia centenas de tijolos na fazenda de sua família estampados com a suástica, o símbolo nazista.


Esta informação despertou a curiosidade de Sidney e desencadeou sua pesquisa. Pouco a pouco, o filme mostra como o historiador avançou com a sua investigação, revelando que, além de fatos, ele também descobriu vítimas.

Serviço
Menino 23 - Infâncias Perdidas no Brasil
Data: 25/08
Horário: 19h30
Valor: Grátis (vagas limitadas)
Classificação: 14 anos
Foto: Andressa Silva

Powered by Blogger .